domingo, 18 de outubro de 2009

Saudade da pavulagem toda!!!!!!


Olá pessoas!!!


Vou tentar hoje atualizar o meu blog. Não! Não estou com preguiça de escrever... mas estou mesmo com falta de idéias e ânimo. Tenho andado com dores de cabeça que já completarão 2 semanas na próxima quarta feira, o que me deixa preocupada. Mas sei que é pelo simples fato de eu não estar feliz com o que Faço no trabalho. Vou assim, vivendo um dia atrás do outro, na ânsia de que faltam apenas 9 meses para eu conseguir melhorar nesse aspecto.

Tenho tido muito pouco tempo com a minha família: marido e filho. E isso também contribui para uma vida sem prazeres, neste momento. É o "precisamos de dinheiro". Trabalhamos demais e convivemos de menos. Eu tive o azar de ser da geração em que emprego é mais dificil e complicado...começar uma vida a dois é tarefa para os corajosos, quando não se tem posses. E ainda fiz esse começo em um país estranho e diferente de tudo o que sou. Ou seja, comecei mesmo do zero.

Minhas alegrias ultimamente se resumem a ver o gabriel crescer a aprender uma palavra nova a cada dia e pelas notícias da minha família via internet! Semana passada tivemos o Círio de Nazaré em Belém do Pará. Acompanhei tudo via Net. Vi minha Mãezinha com um manto tão lindo em lilás e a berlinda com flores nesse tom, para acompanhar a beleza de tudo aquilo que eu via. Rezei muito ao ver aquilo tudo e decidi só almoçar no Domingo do Círio se eu estiver lá em Belém. Prometi que o próximo Círio que eu puder passar lá, vou acompanhar na "Corda". Ser mais uma gotinha naquele "mar de gente". Prometi para mim mesma que vou conseguir vencer e saciar as saudades sempre que eu puder.

As promessas que fazemos para nós mesmos são sempre mais difíceis de cumprir, quando não somos exigentes conosco mesmos. Eu tento ser. Sou até demais. Senão não cumpro metas.

O Frio já começa a despontar por cá. Têm feito ventanias e já começamos a colocar as roupas pesadas de invernos fora dos "baús". o Engraçado é que com o Frio as pessoas também mudam de fisionomia e de sentimentos. Já se vêem as pessoas mais sisudas novamente, "mal dispostas", turronas... começará novamente minha maratona para não ser contagiada de mau humor (mau humor contagia de verdade). E para isso vale tudo! Todos os artifícios para poder rir. O que mais gosto é de acompanhar as melhores entrevistas do Jô Soares via Youtube! Acabei de ver a do Dudu Nobre, exibida anteontem no Brasil!

É, gente, quem não tem Cão, caça com Gato.

Eu deveria estar me preocupando mais com a minha Tese de mestrado, mas ainda não consegui pensar em um tema para descrever. Tenho que escrever um artigo...

Descobri que não tenho vocação para me lançar na área da pesquisa.

Ando com Saudades de Dançar. De andar de Perna de Pau. De me mexer, mesmo... vida parada no sentido de movimento corporal... mas cheia , no sentido das preocupações.

Esta semana vai ser particularmente mais difícil, pois o meu marido está trabalhando à noite. Ou seja, dorme de dia, dando um resultado assim: sem marido à noite e de dia (kkkkkkkkkkkkkk). Vou ter que me virar sozinha!

Fico por aqui com o meu Desânimo, mas deixo a promessa de que o próximo post, vai ser com um tema bem legal para voltar às boas e se Deus quiser (e Ele há de querer), sem Dores de Cabeça!


Um Beijinho.


Marcela
PS: Na foto, imagem de um trecho da Corda do Círio de Nazaré em Belém do Pará (Segundo demingo de todos os outubros).
PS: Parafraseando o Arraial do Pavulagem e a frase colocada pela mamãe no seu msn, com saudades da Vovó: "QUANDO EU MORRER, VOU PEDIR PRA SER OUTUBRO, NO MEIO DAQUELES ANJOS NO CÍRIO DE NARARÉ..."
ARRAIAL DO PAVULAGEM (assista o vídeo)



video

5 comentários:

Margareth disse...

Marcela, nossa vida aí é assim mesmo. Cansei, cansei de tudo, sei como você se sente. Por isso vim embora. Não vim por covardia, nem por falta de coragem. Vim porque desisti daí, para não desistir de mim. Quando pisei nas terras lusas, com muito amor e disposição, o primeiro choque foi perceber que eu, na flor dos meus 46 anos, era velha! (E olha que eu não era de se jogar fora.. rsss). Falando sério, eu acreditava que tinha potencial, e sei que ainda tenho, está escondido em algum lugar de mim (estou me recuperando, ainda chego onde objetivei).O resto, foi um crescendo de decepções. Infelizmente, esse espírito derrotista daí desanima qq um.
Rezo, espero em Deus, que você e seu marido sejam o esteio um do outro, pois só assim vocês poderão levar a vida adiante, com esse anjo lindo que é seu filhote.
Desculpa o desabafo público.
Muita paz, força e luz para suas vidas.
Beijo.

Marcela Conor disse...

é, Margareth, só sabe quem passa... na verdade nem sei mais o que me faz triste ou feliz aqui. Mas é a escolha que fiz, não me conformando, mas decepcionada!

JV disse...

Marcela, se você estivesse no Brasil também haveriam dificuldades e problemas, a vida é isto mesmo, luta.Temos que estar bem onde estamos e agradecer todos os dias, não é fácil para ninguém.

Quanto ao frio, é chato, mas a gente inventa maneira de ficar quentinhos (o meu aquecedor tem 4 anos e chama Pedro rsrsrs).

Bjos

soldeprata@gmail.com disse...

Filha, o que dizer pra você que é assim tão "transparente"e com esse desejo insasciado de viver bem e melhor? Continue vivendo um dia de cada vez, alegrando-se com a vida que gerou ( e que vida linda!)... e crendo, esperando e amando ! A mamãe daqui de nosso Feliz País, deseja ardentemente que voce floresça e creça onde Deus a plantou ! Rezo com muita fé neste Círio e tds os dias da vida pra que vc seja feliz. Pq é pra isso que Deus nos criou ! Prometo, que no outro Círio, vc estárá aqui agarrada à corda e saíndo aliviada de tantas dores passadas...
Bjs.

amélia conor disse...

Marcela , o que vc esta sentindo é a dor do crescimento, eu sei o quanto dói ... Ainda hoje essa dor é presente em mim e olha que eu não sei ainda até onde eu preciso ¨crescer¨, mas se eu não desistir , vou continuar neste crescendo até me encontrar... acho que em outra vida. Filha,a popósito Deus não nos dá nada nas mãos , ele também,nos ensina ¨a pescar¨num aprendizado contínuo. Isso é a vida a gente é quem tem que se adptar. Paciência. Bjos extensivos a todos.