segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Mais uma...



Oi queridinhos!


Depois da minha estréia no Karaoke, continuo evoluindo na cantoria! Vai ter concurso a partir de domingo lá e há milhares de fãs pedindo para eu me inscrever... mas acho que já é Demais!

Estou ainda um bocado atarefada com muitas coisas e sem idéias para a minha monografia de final de curso! Então peço que por favor, quem tiver uma opinião, estou aberta!

Hoje vou atender ao pedido de uma amiga. Escreverei sobre mais uma lenda.


A Lenda do Uirapuru


Existia em uma aldeia um jovem guerreiro apaixonado por uma cunhã muito formosa e bonita. Porém, esta índiazinha estava prometida em casamento ao grande cacique da tribo.

O Cacique e a índia casaram-se e o jovem guerreiro, tomado de tristeza e dor, pediu ao Deus Tupã que o transformasse em um pássaro para que cantasse à sua amada, sem que ninguém soubesse que era ele. Tupã o transformou em um lindo pássaro de cor vermelho-telha, de canto ímpar. O Grande cacique foi o primeiro que notou o canto do belo pássado e na ânsia de o ter para si, saiu na mata para o capturar e se perdeu. Nunca mais foi visto. O Pássaro, de nome uirapuru, passou a cantar para a sua amada, na esperança de que um dia ela descubra que é ele.


Existe mais uma versão para essa lenda no sul do Brasil que confesso não saber bem. Também existem várias músicas que exaltam o Uirapuru. Uma delas, composta pelo maestro Waldemar Henrique é praticamente um Hino para os apreciadores de boa música paraense. Coloco este pequeno clipe pra vocês Seguir:




video


Curiosamente estudei com a Dona desta Bela vos no Segundo Grau!!!

O Uirapuru é sinônimo de boa sorte e Felicidade. "Quem tem uma pena de Uirapuru em casa, tem sorte grande". Por conta disso, a captura desenfreada por este pássaro magnífico, culminou em sua ameaça de extinção! Portanto, vamos preservar os Uirapurus vivos nas florestas. Assim sim, eles nos dão sorte e prosperidade com seu canto.



Com a Lenda do Uirapuru, deixo a seguinte mensagem:



Não desesperem-se por nada... precipitações geram desencontros!



Beijos Em todos



Tchela

3 comentários:

Margareth disse...

Então foi assim! :)Essa versão eu não conhecia.Linda! E o clip, idem. Obrigada\o/
(Conheço a outra versão,do Rio Grande do Sul, e foi uma índia que se transformou no pássaro - ô bênção, só no Brasilzão mesmo para ter duas versões da mesma lenda!)

Agora, vai lá no concurso e encanta, uirapuru!
Beijo!!!

O Cantinho da Mimi disse...

Olá...

Vinha convidar-te a visitar o meu blog ;)
www.ocantinhodamimi.blogspot.com

Beijos*

Aurora Conor disse...

Êita filha, vi o Amazonas de perto,aliáis, de cara!(EM Santarém, ele passa na frente da cidade, onde há o encontro dele com o Tapajós...É impressionante como as águas não se misturam: O Amazonas, barrento, como a nossa baía, o Tapajós, de um azul transparente belíssimo!Na viagem de volta de avião, admirei o Gigante e seus afluentes paraenses por mais de 40 minutos ! A Floresta parece um mar verde! E certamente,ainda têm muitos uirapurús ! Pena eu não ter uma pena!(Quem é a garota que canta?)Ah sim... e o "Caribe Brasileiro", ALTER DO CHÃO, é magnífico!
Em tempo : Estou com muita saudade, nunca mais nos encontramos...